A dermatologia e seus diversos campos de atuação profissional

9 minutos de leitura
ISMD
por ISMD

A dermatologia é a especialidade escolhida por muitos médicos brasileiros, cerca de X%. Esse número é trazido pela Faculdade de Medicina da USP, que realizou um panorama da Demografia Médica no Brasil.

Desse total, 62,5% têm um ou mais títulos de especialista, usado para designar aqueles que concluíram um programa de residência médica ou obtiveram o título via Sociedade de Especialidade Médica, como é o caso da Faculdade ISMD. BEM CONFUSO ESSE PARÁGRAFO

Alguns desses títulos têm relação com dermatologiae, pensando nisso, trataremos dessa área e seus diversos campos de atuação profissional neste artigo. Confira!

Os números por trás da especialização em Dermatologia

Ainda segundo o estudo da Demografia Médica no Brasil, atualmente existem 8.317 médicos especializados em dermatologia no país — um NÚMERO que representa a proporção de, aproximadamente, 4 especialistas por habitante. 

Os dados representam 2,02% do total de especialidades médicas, sendo que 76,9% dos médicos dermatologistas são mulheres. No contexto nacional, a região Sudeste concentra a maioria dos especialistas, com 58,7% do total, seguido da região Sul (15,8%), Nordeste (14,1%), Centro-Oeste (7,8%) e Norte (3,6%).

Tendências no mercado dermatológico

O portal do HospitalMed trouxe uma matéria com algumas das principais tendências para a dermatologia em 2019.

A seguir, destacamos algumas delas para vocês:

Silicone tópico

É uma inovação que promete acelerar a cicatrização de cortes, em substituição aos produtos feitos de petrolato. Há indícios de que o material apresente maior qualidade de cura, em relação a alguns outros produtos;

Tratamento para dermatite (dupilumabe)

O novo tratamento contra a dermatite atópica envolve células vivas modificadas. Nesse processo, seria produzido um medicamento para ser aplicado como injeção subcutânea. O dupilumabe, como é chamado, tem como função inibir o poder inflamatório, impedindo a coceira. 

Inovação contra alopecia

A inovação consiste na injeção de plasma, o que resultaria em bioestimulação. Dessa forma, as células mortas seriam reativadas, estimulando o crescimento de cabelo na área onde o material foi injetado.

Produtos naturais e veganos

Produtos naturais e veganos, ou ainda cruelty free, estão em alta e os cosméticos não poderiam ficar fora dessa. A procura está cada vez maior, especialmente devido ao fato de ser uma forma de consumo que leva em conta a natureza

Probióticos

Ainda seguindo a linha mais natural, produtos com probióticos também tem ganhado destaque na dermatologia. Aparentemente, os microorganismos vivos têm efeito antibiótico, tendo sido utilizados no tratamento da acne, eczema, rosácea e até mesmo contra danos causados pelo sol. 

Além das tendências trazidas acima, a matéria ainda dá destaque ao foco dado à região dos olhos, ao combate aos efeitos da poluição, aos tratamentos a laser e aos tratamentos combinados. Todas tendências para um mercado que não para de crescer. 

Agora que falamos um pouquinho do que está vindo ou está por vir na área dermatológica, que tal entender um pouco mais sobre a história por trás dessa especialidade médica? 

Dermatologia: um apanhado histórico

The Center of Dermatology Care traz uma breve história sobre o desenvolvimento da especialidadeenquanto ramo da Medicina. 

O apanhado histórico se inicia com os antigos egípcios, que utilizavam químicos como o arsênico para tratar a pele e para combater o câncer. Óleos à base de animais, sal, alabastro e leite azedo também eram utilizados para melhorar a aparência da pele. 

Ainda no antigo Egito, Cleópatra é lembrada como uma figura famosa por tomar banhos de leite e aproveitar os benefícios do ácido lático para uma pele mais macia. Os egípcios ainda tem destaque pelo uso que faziam da luz natural do sol para tratar certas doenças.

Por volta dos séculos XVIII e XIX, alguns europeus também faziam o uso da luz natural para tratar doenças como a psoríase e eczema. Seguindo na Europa, os gregos e romanos são lembrados pelo uso de misturas de pedra-pome, incenso, mirra e resinas de árvores para clarear a pele, remover sardas e rugas suaves.

Já os turcos, usavam o fogo para chamuscar a pele para esfoliação. Enquanto isso, as indianas costumavam utilizar uma mistura de urina e pedra-pomes para uma pele do rosto macia.

Passados os cuidados com a pele dos povos antigos, há indícios de que no final dos anos 1800, uma variedade de químicos começaram a ser utilizados para amenizar rugas e cicatrizes. 

No início dos anos 1900, o fenol começou a ser indicado para tratar cicatrizes de acne. E, ainda no início do século, a dermatologia era comumente associada à urologia, estando envolvida com o tratamento de sífilis e doenças venéreas.

Já por volta de 1950, o ácido tricloracético já tinha certa popularidade. Nessa época, o laser também começou a ser desenvolvido para o tratamento da pele. 

Em 1970, os procedimentos de dermoabrasão foram ganhando destaque. Na sequência, o laser continuou a ser utilizado, mas dessa vez para tratar lesões pigmentadas e remoção de pelos. 

Nos anos 90, o peeling com os alfa hidroxiácidos ficou famoso e os procedimentos de microdermoabrasão ganharam mais destaque.

Desde então, novas pesquisas e descobertas acontecem o tempo todo, seja para o tratamento da acne, de estrias, tratamentos capilares e de rejuvenescimento. 

No Brasil, a profissão foi regulamentada em 1882, juntamente com a inauguração do Serviço Clínico de Doenças de Pele, na Policlínica Geral do Rio de Janeiro.

Atualmente, já contamos com a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a prática da especialidade continua a ser uma das que mais cresce, com destaque para os cuidados da pele e rejuvenescimento.

Dito isso, vamos entender um pouco sobre as áreas de atuação dentro desse ramo da Medicina.

Áreas de atuação do dermatologista

Em geral, o papel do dermatologista é cuidar da saúde da pele, do cabelo, dos pelos e das unhas. Dentre esses cuidados, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) deu destaque a algumas áreas de atuação, que falaremos mais a seguir.

Onicologia

Também chamada de Unhas é a subespecialidade que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico das doenças que afetam o aparelho ungueal, ou seja, as unhas. Aqui, entram os cuidados com unhas encravadas, onicomicose e unhas frágeis.

Dermatologia cosmiátrica

É a área da dermatologia voltada para a beleza da pele e tratamentos estéticos. Esse profissional executa procedimentos como a aplicação de toxina botulínica, preenchimentos, peelings, depilação a laser, remoção de tatuagens.

Dermatologia cirúrgica

Esta área abrange todos os procedimentos realizados na pele ou no tecido subcutâneo. “Lida com o diagnóstico e tratamento de questões clínicas ou estéticas relacionadas à pele, cabelos e unhas, por meio de técnicas cirúrgicas, cosmiátricas, oncológicas e reconstrutivas”, como traz a SBD. 

Aqui, a maioria dos procedimentos são pouco invasivos, requerendo apenas anestesia local e pouco tempo de recuperação.

Dermatologia oncológica

É a dermatologia responsável pelo diagnóstico, tratamento e prevenção do tipo de câncer mais frequente no Brasil: o câncer de pele.

Pensando nessas áreas de atuação, a Faculdade ISMD se preocupa em oferecer cursos que sigam as tendências da dermatologia, sempre ampliando as possibilidades do médico formado. 

instituição é referência de ensino e oferece tanto cursos de pós-graduação, quanto workshops.

A dermatologia na ISMD

Neste tópico, buscamos tratar de alguns dos cursos que oferecemos, todos com excelentes profissionais no corpo docente e conteúdos sempre atualizados.

Dermatologia I

Com o curso de pós-graduação Dermatologia I o profissional médico poderá aprofundar-se nas práticas de dermatologia clínica e cosmiátrica (estética) mais atuais do mercado. 

Dermatologia II

O curso de pós-graduação Dermatologia II é para o profissional que pretende se especializar em Dermatologia Clínica. O aluno contará com conteúdo teórico e prático sobre a área e todas as suas especialidades.   

Dermatologia III

O curso de pós-graduação Dermatologia III é exclusivo para o profissional médico que pretende se especializar em Dermatologia Clínica e fazer uma imersão no mundo da Estética, com direito a intensas práticas durante todo o mês.

Dermatologia com ênfase em cosmiatria

O curso de pós-graduação em Dermatologia com Ênfase em Cosmiatria (estética) é destinado a médicos que pretendem ter conhecimento sobre as técnicas aplicadas de acordo com o estudo da beleza humana corporal e facial, a Cosmiatria.

Workshops

Além dos cursos de pós-graduação da ISMD, também temos workshops como os de: Hands On, Toxina Botulínica, Cirurgia Dermatológica, Dermatopatologia, Dermatopediatria Ambulatorial e Dermatoscopia.

Também oferecemos um curso complementar prático em Dermatologia Clínica. Como já falamos, nossos cursos de pós-graduação preparam o profissional médico para as atividades práticas de seu dia-a-dia.

Ainda, os cursos contam com coordenadores e preceptores com excelente formação e experiências em diversas instituições de renome nacional e internacional. 

Além da equipe por trás do ensino da dermatologia, a Faculdade ISMD conta com uma estrutura ampla e tecnológica para desempenhar atividades diversas, entre auditórios, consultórios e laboratórios.

Quer saber mais? Não deixe de conferir mais informações sobre a marca que é referência em saúde e ensino.

Saiba tudo que acontece no ISMD!

Fazemos envios semanais com dicas e materiais gratuitos
×

Estamos on-line! Em que posso ajudar?

× Em que posso ajudar?