Dermatite de fralda, o que é?

about us page title image
  • Dermatite de fralda, o que é?

    Dermatite de fralda, o que é?

    A dermatite de fralda é conhecida popularmente como assadura de bebê, ou assadura de fralda. Essa dermatite é multifatorial, diversos fatores podem gerar inflamação da pele próxima a genitália e nádegas da criança levando ao aparecimento de vermelhidão, irritação ou descamação local.

    Quando as fezes e urina entram em contato com a pele, há um aumento do pH da região, causando ativação das enzimas lipases e proteases, que provocam a irritação da pele e deixam a região mais propensa à proliferação do fungo cândida. A infecção fúngica na pele causa incômodos como coceiras e irritação local.

    Ocorrem normalmente nas áreas da nádega, coxas e região pubiana, também chamada de dermatite em W, devido ao formato das regiões afetadas. Acontece habitualmente em crianças de 0 à 5 anos. Porém, também ocorrem em idosos que utilizam fraldas ou pacientes com incontinência urinária.


    Principais causas e sintomas

    De forma geral, a dermatite de fralda é diagnosticada pelos pais, mas é essencial ter acompanhamento médico para confirmação do diagnóstico, além da indicação correta do tratamento mais eficaz para o problema. Algumas causas desse tipo de assadura, são:

    - Irritação da pele devido ao uso de algum produto químico (lenços umedecidos, amaciantes, sabonetes etc);
    - Excesso de umidade nas regiões cobertas pela fralda;
    - Mudança na alimentação que alteram a composição das fezes;
    - Contato da pele com a urina e fezes por um longo período;
    - Fezes constantes (causam mais irritação à pele do que a urina);
    - Antibióticos.

    É importante sempre acompanhar a região afetada para notar possíveis mudanças. Os principais sintomas da dermatite de fralda são:

    - O paciente se apresenta mais desconfortável e chora/reclama quando a região é lavada;
    - Região avermelhada e brilhante;
    - Prurido em volta do ânus;
    - Descamação local ou aparecimento de pequenas lesões vermelhas (pápulas)


    Tratamento e prevenção

    Normalmente quando as irritações não são graves, desaparecem em alguns dias. Porém, é imprescindível ter acompanhamento médico. Para facilitar o diagnóstico, é importante estar preparado para a consulta.

    É útil saber quais são os sintomas, quando eles começaram e se houve melhora ou piora dos sinais, se aconteceu alguma mudança na alimentação, no tipo de fralda utilizada, uso de algum medicamento, se o paciente teve febre etc.

    Além de ir ao médico especialista, como clínico geral, pediatra ou dermatologista, algumas ações ajudam a reduzir e evitar a irritação na pele, como:

    - Trocar as fraldas do bebê regularmente;
    - Manter a região sempre seca;
    - Deixar o bebê sem fraldas por alguns momentos;
    - Lavar o bumbum durante a troca de fraldas;
    - Usar fraldas confortáveis ou mais largas, nunca mais apertadas;
    - Com indicação médica, aplicar pomadas de barreira contra as assaduras;
    - Prestar atenção na higiene das mãos para que o fungo não contamine outras áreas.

    Leave a comment

    Required fields are marked *

Inscrições para Pós-Graduação
* Dermatologia Clínica
* Dermatologia Estética Avançada
* Psiquiatria
* Endocrinologia
* Citologia Clínica do Colo Uterino
Prezado Aluno;
Informamos que o Portal do Aluno estará indisponível hoje, 01/dez, das 17 horas às 20 horas, por motivo de manutenção. Agradecemos a Compreensão.

Setor Acadêmico
ATENÇÃO!
Inscrições para Pós-Graduação
* Dermatologia Clínica
* Dermatologia Estética Avançada
* Psiquiatria
* Endocrinologia
* Citologia Clínica do Colo Uterino